Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Jones Lang LaSalle instala Companhia das Sandes e So Delicious no Parque das Nações

Operadores expandem a sua actividade ao comércio de rua


A Jones Lang LaSalle foi responsável pela colocação de dois novos operadores de restauração no Parque das Nações. A avenida D.João II foi a localização escolhida pela So Delicious e pela Companhia das Sandes, que, embora em edifícios distintos, vão reforçar a oferta alimentar numa das mais movimentadas artérias daquela zona de Lisboa.

O Edifício Atlantis, promovido e detido pela Monsanto Investment junto ao centro comercial Vasco da Gama, foi o local escolhido pela Companhia das Sandes, que aí contratou uma área de 145 m². Ali perto, a So Delicious irá instalar-se numa loja com 240 m² detida pela Finipredial, onde irá apresentar um conceito com forte aposta em produtos frescos, aliado a uma decoração moderna e acolhedora.

Em 2010, o segmento de comércio de rua será uma aposta estratégica do departamento de Retail Leasing da Jones Lang LaSalle, explicou a Directora, Patrícia Araújo: “No último ano temos vindo a assistir ao reavivar da actividade do comércio de rua, que aos poucos tem vindo a afirmar-se como uma alternativa no mercado português de retalho».

Segundo a Jones Lang LaSalle, o segmento do comércio de rua tem vindo a organizar-se, inovando e consolidando o tipo de oferta que coloca no mercado. E, a comprová-lo, a abertura de novas lojas em zonas de prestígio como o Chiado, Avenida da Liberdade e Rua Castilho, em Lisboa, uma “situação perfeitamente em linha com o que se verifica em outras cidades capitais da União Europeia”, avaliou Patrícia Araújo. “O Parque das Nações, actualmente uma zona consolidada quer em termos residenciais quer em termos de escritórios, é também bastante atractiva para o comércio de rua, nomeadamente a nível de restauração e serviços”, comentou a directora de Retail Leasing.

Em Lisboa, o Chiado e a Avenida da Liberdade destacam-se neste segmento, sendo esta última considerada um postal de visita do comércio prime e onde estão implantadas grandes marcas de prestígio e renome internacional. O Chiado, por seu turno, tem vindo igualmente a conquistar um lugar de destaque, apresentando mesmo valor de rendas superiores aos praticados na Avenida da Liberdade, o que é um forte indicador da procura, estima a Jones Lang LaSalle. Dotada de características arquitectónicas únicas e um ambiente carismático, o Chiado é uma localização que alia marcas dedicadas a várias actividades de comércio, verificando-se, contudo, um predomínio dos sectores de Moda e Restauração.

Patricia Araújo conclui: “No entanto, e apesar deste estímulo e da vontade de alguns operadores que estão presentes em centros comerciais expandirem a sua actividade ao comércio de rua, ainda há muito a fazer neste segmento de mercado”.
 
- ends -