Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Edifício Atlantis traz novos escritórios para o coração do Parque das Nações

IOSA Inmuebles inaugura hoje edifício com investimento de €23 milhões


É hoje inaugurado o Edifício Atlantis, o mais recente projecto de escritórios a nascer no Parque das Nações, actualmente o centro de negócios de maior dinamismo e modernidade na cidade de Lisboa. Promovido pela IOSA Inmuebles, que actua em Portugal através da Monsanto Investment e de Sogiurbe Sociedade de Gestao Lda., este empreendimento nasce bem no coração desta zona da cidade, na Avenida D. João II, ao lado do centro comercial Vasco da Gama e junto à Gare do Oriente.

Num investimento global de €23 milhões, o Edifício Atlantis oferece 8.110 m² de escritórios em sete pisos, além de 385 m² de áreas comerciais no embasamento e 10.100 m² em cave para 284 lugares de estacionamento. A Jones Lang LaSalle foi a empresa seleccionada para proceder à comercialização do novo projecto de escritórios, tendo sido mandatada em regime de exclusividade.

Montse Cortasa, Responsável da Área de Patrimonio da Monsanto Investment, sublinha: “No processo de criação e execução do Edifício Atlantis tivemos sempre em atenção o que seriam as necessidades do cliente, tentando assim antecipar as suas preocupações no sentido de conseguirmos disponibilizar-lhes as melhores soluções. Concebemos um edifício atractivo e eficiente, atentando nos mais pequenos detalhes e na qualidade dos acabamentos, com a colaboração de uma excelente equipa de profissionais, incluindo os arquitectos, construtores e consultores imobiliários. A selecção do Parque das Nações para localizar este nosso segundo projecto em Portugal confirma a nossa aposta nesta zona como a preferida das empresas modernas para a instalação das suas sedes”.

Mariana Seabra, Directora do Departamento de Office Agency da Jones Lang LaSalle, sublinha: “O Parque das Nações é, no momento, casa de muitas empresas nacionais e internacionais de prestígio, sendo a principal zona de expansão de escritórios dentro da cidade de Lisboa e também uma das que reúne um parque de elevada qualidade. O Edifício Atlantis é um importante reforço deste parque e tem, além disso, uma localização de excepção no perímetro do Parque das Nações, estando situado junto à Gare do Oriente e do Centro Vasco da Gama, num dos últimos lotes disponíveis para promoção nesta zona mais central. É um edifício ideal para empresas que pretendam aliar qualidade, flexibilidade, estética e conforto numa localização privilegiada e num edifício tecnologicamente na vanguarda”.

Arquitectura e Design de excepção apostam na excelência, vanguarda e flexibilidade
Com assinatura do gabinete Hartmann Associados, o projecto de arquitectura e de design do Edifício Atlantis foi pensado e desenvolvido com um desenho cuidado, funcional e estético, para que todos os pequenos detalhes permitissem um espaço eficiente e com uma habitabilidade agradável, num ambiente de conforto e tranquilidade.

Com uma traça moderna, o edifício tem quatro frentes e uma luz natural muito abundante, destacando-se um hall de entrada espaçoso e harmonioso para o qual a entrada se fará sob um jardim, com frente para a Avenida D. João II.
A nível interno, os pisos foram desenhados para terem a maior área útil possível, sendo bastante amplos e com áreas que variam entre os 890 m² e os 1.200 m². Os pisos são dotados de elevada flexibilidade e ajustáveis às necessidades das mais variadas empresas, podendo disponibilizar áreas para arrendamento desde os 225 m², até à integridade do piso ou mesmo do edifício.

No total, o edifício integra 7 pisos de escritórios, num total de 8.110m², e um piso de lojas, com cerca de 385 m², dispondo ainda de 4 pisos destinados a estacionamento, 3 dos quais subterrâneos, com capacidade para 284 viaturas.
A qualidade de materiais e acabamentos e vanguarda tecnológica são também características marcantes deste novo edifício de escritórios, dotado dos mais inovadores equipamentos técnicos e tecnológicos.
 
IOSA Inmuebles volta a apostar em escritórios em Lisboa
Depois de ter promovido o Edifício Europa, projecto de escritórios localizado junto a Sete Rios, em Lisboa, a IOSA Inmuebles volta a apostar no mercado de escritórios de Lisboa, neste que é o seu segundo investimento em Portugal. No nosso país, a empresa está presente através da Monsanto Investment e de Sogiurbe Sociedade de Gestao Lda, centrando a sua missão no desenvolvimento de projectos imobiliários, dos quais mantêm a propriedade. A estratégia da empresa promotora é desenvolver projectos que se adaptem às necessidades dos clientes e superem as suas expectativas, sendo uma referência e um marco de excelência nos locais onde se integram. Para já, no nosso país, a IOSA tem centrado a sua actividade na promoção de projectos de escritórios, embora em Espanha a sua actividade seja bastante mais abrangente.

A IOSA Inmuebles conta com mais de 40 anos de experiência e é actualmente uma das empresas de imobiliário de referência em Espanha. A actuar na promoção, gestão e investimento imobiliário, a IOSA desenvolve a sua actividade nos mercados de escritórios, industrial, habitação, hotelaria e turismo, residências para seniores e retalho.
 
Jones Lang LaSalle: carteira de instruções para comercialização de escritórios continua a crescer
A Jones Lang LaSalle foi a empresa seleccionada pela IOSA para proceder à comercialização, em regime de exclusividade, do Edifício Atlantis. A consultora imobiliária, no âmbito do Departamento de Office Agency, tem vindo a reforçar a sua carteira de instruções para comercialização de escritórios de forma relevante, com mais de 115.000 m² de ABL para arrendamento ou venda. Além da captação de novos clientes, o Departamento de Office Agency da Jones Lang LaSalle tem revelado um elevado dinamismo também na colocação de espaços, tendo sido responsável, já em 2010, pelo arrendamento de cerca de 6.500 m² para os seus clientes.

Nos últimos anos o departamento de Office Agency assumiu-se como uma linha de negócio estratégica para o crescimento da empresa, objectivo que tem vindo a cumprir, quer na obtenção de novos mandatos quer no volume de área colocada quer ainda no aumento da facturação.

 
- ends –