Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Jones Lang LaSalle Office Flashpoint Abril

Performance do mercado de escritórios de Lisboa em abril de 2011.


De acordo com a consultora, apesar da ligeira recuperação em termos mensais (11%), em abril os níveis de absorção no mercado de escritórios de Lisboa continuaram a evidenciar uma performance fraca, totalizando os 3.125 m² de área arrendada, o que traduz um decréscimo de 23% em termos homólogos e aumenta para 16.443 m² o total acumulado do corrente ano.
 
O mercado continuou a ser dominado por poucas operações e de reduzidas dimensões, com o maior negócio mensal a envolver uma área de 568 m², referentes ao arrendamento de uma área no edifício 5 do Arquiparque. Esta operação foi mediada pela Jones Lang LaSalle, sendo a consultora uma das entidades mais dinâmicas no período em análise. A Jones Lang LaSalle foi responsável pela colocação de 34,2% do total da área absorvida pelo mercado no mês de abril.
 
A zona 1, Prime CBD, foi a mais ativa durante o mês de abril, totalizando uma absorção de 1.130 m². A zona 6 (corredor Oeste) apresentou-se como a segunda mais dinâmica, embora a atividade mensal não tenha ultrapassado os 750 m² de área arrendada, seguindo-se a zona 2, com 675 m² tomados. As restantes zonas monitorizadas registaram níveis de atividade abaixo dos 250 m² ou mesmo inexistentes.
 
Em termos de procura de espaços, as empresas incluídas na categorias “Empresas Serviços” foram as que arrendaram maior área – 850 m² -, seguidas pelas de Consultoria & Advogados, responsáveis pela tomada de 751 m².