Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Office Flashpoint Janeiro/Fevereiro 2012


A Jones Lang LaSalle divulga os dados mais recentes do Office Flashpoint, revelando o comportamento do mercado de escritórios de Lisboa nos dois primeiros meses de 2012.

Depois do dinamismo verificado no final do ano passado, o mercado de escritórios de Lisboa voltou à performance de contração no arranque do ano, com uma absorção acumulada de 5.904 m² em janeiro e fevereiro de 2012.

Este nível de atividade representa uma quebra de 41% face aos dois primeiros meses de 2011, nos quais foram arrendados um total de 10.074 m² de escritórios em Lisboa.

Não obstante a fraca performance do mercado, a Jones Lang LaSalle destacou-se neste segmento no período em análise, contribuindo com o arrendamento de 2.613 m² do total de escritórios ocupados em Lisboa nestes dois meses de 2012, concentrando assim uma quota de mercado de 44,26%. A consultora prossegue o seu percurso de consolidação nesta área de negócio, na qual, em 2011, havia já assumido uma posição de referência, com uma quota de mercado de 23% para o total transacionado ao longo do ano em todo o mercado.

De acordo com a Jones Lang LaSalle/LPI, foram absorvidos 3.174 m² de escritórios em janeiro e 2.757 m² em fevereiro, performances que evidenciaram quedas homólogas (i.e. face a igual período do ano anterior) de 23,25% e de 57%, respetivamente. Em termos mensais, janeiro registou uma variação negativa de 86% face ao mês anterior, no qual o desempenho do mercado de escritórios havia sido o melhor de todo o ano passado. Já em fevereiro, a variação face ao mês anterior foi de -12,40%.

Em termos de procura, as empresas de Serviços Financeiros (com 1.010 m² tomados), com 32,10% do total tomado pelo mercado, foram as mais dinâmicas em janeiro, enquanto que em fevereiro se destacam as empresas Farmacêuticas e Saúde, com 50,7% do total arrendado no mercado (i.e. 1.397 m²).

Já em termos de zonas, destacaram-se a zona 3 (eixo da 2ª Circular ao Campo Grande), que em janeiro acolheu 38,1% do total da área transacionada (1.199 m²); e a zona 6 (Corredor Oeste), palco de 52,7% (i.e. 1.455 m²) do total da atividade em fevereiro. As duas zonas acolheram as duas maiores operações realizadas em janeiro e fevereiro, respetivamente, o arrendamento de 1.010 m² na Torre Ocidente, pela Servdebt; e de 900 m² no Lagoas Park pela Astellas Farma. Ambas as operações foram assessoradas pela Jones Lang LaSalle, que, no primeiro caso, é responsável pela comercialização, em regime de co-exclusividade, do edifício.