Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Office Flashpoint: Performance do mercado de escritórios de Lisboa em maio de 2012


No acumulado dos primeiros cinco meses do ano, a absorção de escritórios em Lisboa ascendeu a 31.020 m², num total de 82 operações concluídas, e traduzindo uma área média arrendada de 378 m². Este volume de absorção representa um crescimento de 26% face ao período homólogo (i.e. o acumulado entre janeiro e maio de 2011),quando a área arrendada de escritórios em Lisboa ascendia a 24.652 m².

O mês de maio de 2012 contribuiu com 7.904 m² de arrendamentos para a performance do ano, sendo esta absorção mensal, contudo, inferior em cerca de 21,9% face aos 10.121 m² arrendados em abril passado. Já face a maio de 2011, a área arrendada mais que duplicou, comparando com os 3.058 m² contratados nesse mês.

Mariana Seabra, Directora de Office Agency & Corporate Solutions comenta: “apesar dos números serem animadores, continuamos com níveis de absorção baixos que refletem o clima de austeridade em que vivemos. Existe, contudo, um clima mais favorável à tomada de decisões e um menor nível de incerteza em comparação com 2011, ano em que a Troika iniciou a sua intervenção no nosso país. Há, por isso, mais empresas a tomar decisões, sobretudo algumas multinacionais que aproveitam estes ciclos baixos do imobiliário para racionalizar custos, reduzindo a fatura das rendas através da mudança de instalações ou da renegociação com os senhorios”.
 
Das 10 maiores operações realizadas no mercado de escritórios de Lisboa entre janeiro e maio deste ano, a Jones Lang LaSalle esteve envolvida em cinco, nomeadamente na colocação da Servdebt, Astellas Farma, SAP,  Stanley Security Solutions e clínica Tervis.
 
As empresas classificadas em “Outros Serviços” foram o sector da procura mais dinâmico em maio deste ano, contratando 4.714 m², seguindo-se a área “Serviços Empresas”, que arrendaram 1.119 m². Já em termos geográficos, a zona 5 (Parque das Nações), acolheu a maior operação do mercado neste mês – o arrendamento de 3.203 m² no Cais Office, pela Teleperformance -  tendo sido a zona mais dinâmica. A zona 6 (Corredor Oeste) foi palco do arrendamento de 2.075 m², e a zona 2 (Eixo Saldanha- Entrecampos e Amoreiras), registou um take up de 1.150 m².​