Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Family Office Espanhol compra restaurante no Chiado por 1 milhão de euros

Jones Lang LaSalle volta a assessorar investidores privados em compras de comércio de rua


​Um Family Office Espanhol comprou um ativo ocupado por um restaurante no Edifício Leonel, junto ao Elevador de Santa Justa, em pleno coração do Chiado, numa zona de grande tráfego pedonal. A transação foi concluída por cerca de 1 milhão de euros, tendo associado um contrato de arrendamento do espaço até 2020. A Jones Lang LaSalle foi a consultora responsável pela mediação do negócio em representação do vendedor, tendo atuado através do Departamento de Capital Markets, que tem estado especialmente dinâmico na área de investimento em ativos de comércio de rua

Vítor Pacheco, Consultor de Capital Markets da Jones Lang LaSalle Portugal, sublinha: “Este negócio confirma o interesse dos investidores privados internacionais, especialmente de origem espanhola, em localizações prime de Lisboa no segmento de retalho​. Este perfil de investidores procura, sobretudo, ativos em comércio de rua nas zonas prime da capital, com inquilinos credíveis, um contrato de longo prazo e com rendas de mercado. Foi, uma vez mais, o caso desta operação, que confirma a tendência que tem vindo a verificar-se desde o ano passado em termos de investimento imobiliário.” 

Walter Fábrega, diretor de Capital Markets da Jones Lang LaSalle Portugal, acrescenta: “Este tipo de investidores continuará a ser o mais dinâmico no mercado e Lisboa posiciona-se claramente como um mercado alternativo às cidades secundárias espanholas, onde além da situação económica de incerteza há escassez de produto. Em Portugal existem ativos de qualidade em todos os setores e o mercado tem registado um ajuste de preços considerável. Além de Espanha, deveremos também assistir à emergência de investidores oriundos da Rússia e do Brasil”.

O restaurante ocupa o 6º piso do Edifício Leonel, na Rua do Carmo, no Chiado, e tem uma área de 198 m², incluindo um terraço com 30 m². O imóvel tem uma vista privilegiada sobre a cidade e a particularidade de ter acesso direto ao elevador de Santa Justa, um dos pontos favoritos dos turistas que visitam Lisboa. O restaurante ocupa o espaço desde 2010, tendo um contrato de arrendamento por 10 anos.

Esta operação comprova a tendência que tem vindo a sentir-se desde o último ano, nomeadamente o dinamismo dos investidores privados internacionais no mercado de investimento imobiliário português, liderados sobretudo pela Espanha. Depois da operação de compra da Loja Muji no Chiado e da sede do BBVA, na Avenida da Liberdade, este foi mais um negócio realizado por um Family Office Espanhol, tendo as três operações sido assessoradas pela Jones Lang LaSalle. A consultora está a trabalhar em mais quatro negócios de investimento de moldes semelhantes na capital. 

- ends-