Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Office Flashpoint: Fevereiro 2013

Dados referentes à performance do mercado de escritórios de Lisboa neste mês


​Em Fevereiro de 2013, a absorção de escritórios em Lisboa totalizou os 3.835 m², um volume que elevou o acumulado do ano para os 5.217 m². Este valor ficou cerca de 20% abaixo dos 6.537 m² arrendados nos dois primeiros meses de 2012, não obstante a performance do mês de Fevereiro ter evidenciado uma tendência positiva quer em termosmensais (quase 3 vezes mais face aos residuais 1.382 m2 registados em janeiro) quer em termos homólogos (26,5% face aos 3.031m² de Fevereiro de 2012).

A maior operação concluída em Fevereiro – e que lidera também no acumulado do ano - foi o arrendamento de 848 m² na Torre Ocidente

No que respeita a zonas, a Zona 1 (Prime CBD) foi a mais dinâmica em fevereiro, concentrando 28% (1.070 m²) da absorção do total do mercado, seguida pela Zona 3 (Nova Zona de Escritórios), com uma absorção de 848 m² (22%) e da Zona 5 (Parque das Nações, com 21% (800 m²). No acumulado do ano, esta última zona é dominante, com uma atividade que corresponde a 32% dos arrendamentos realizados, seguindo-se aZona 1, com 21%, e a Zona 3, com 18%.

Em termos de procura, as empresas da área das “Farmacêuticas e Saúde” foram as mais ativas, garantindo o arrendamento de 22% da área ocupada em fevereiro e de 32% no acumulado do ano.

Do total dos 3.835 m² transaccionados em fevereiro, 34% dizem respeito a arrendamentos de empresas que se instalaram na Grande Lisboa, comparando com os 59% que foram geradospela mudança de instalações.

Mariana Seabra, Diretora do Departamento de Office Agency & Corporate Solutions​, refere: “Esperamos que o mês de janeiro possa ter sido a exceção, com níveis de atividade muito tímidos. Fevereiro já indiciou alguma recuperação e aguardamos agora por março para confirmarmos qual a tendência que se imporá no mercado de escritórios”.