Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Office FlashPoint: Setembro 2013


​A Jones Lang LaSalle divulgou os dados do Office Flashpoint de Setembro, apresentando também os resultados da performance do mercado de escritórios de Lisboa no 3º trimestre do ano.

Os mais recentes dados revelam que no período compreendido entre julho e setembro de 2013, a absorção totalizou 19.011 m², sendo este o trimestre mais dinâmico de 2013 e dando sequência ao crescimento trimestral que se tem sentido desde o início do ano. O 2º trimestre tinha evidenciado um crescimento de 13,5% face ao 1º trimestre, enquanto que no 3º trimestre, a variação trimestral se acentuou, fixando-se em 38%. 

Para os resultados do 3º trimestre contribuíram os meses de julho e setembro, com as absorções mais elevadas do ano – de 9.090 m² e 8.363 m², respetivamente – já que, no mês de agosto, o mercado esteve praticamente estagnado, com uma atividade que pouco passou dos 1.500 m² arrendados. Em setembro, a absorção de escritórios em Lisboa mostrou-se mais forte nas zonas do Corredor Oeste e do Parque das Nações, que concentraram 44% e 40%, respetivamente, do total dos 8.363 m² tomados. Na performance mensal, destaque ainda para a origem dos arrendamentos, com cerca de 1/3 a ocorrer devido à entrada de novas empresas em Lisboa, e os outros dois terços devido a expansão de área e à mudança de instalações.

Não obstante a trajetória de crescimento trimestral, o acumulado do ano continua a evidenciar uma queda face a 2012. Nos primeiros nove meses de 2013, a absorção de escritórios totalizou os 44.905 m², o que fica 28,5% abaixo dos 62.758 m² arrendados no mesmo período de 2012. Este volume está ao nível da absorção registada no mesmo período de 2011, ano em que se verificou o volume mais baixo da última década.

No acumulado do ano, foram concluídas 133 operações de arrendamento com uma área média de 338 m², o que revela que as empresas estão a procurar espaços de menor dimensão, já que em 2012 as áreas médias transacionadas nos primeiros nove meses de 2012 eram de 436 m², num total de 144 operações concluídas. Tal como em setembro, o Parque das Nações e o Corredor Oeste têm sido as zonas mais ativas no arrendamento de escritórios ao longo de 2013, concentrando, em conjunto, 58% da absorção do acumulado do ano.

Mariana Seabra​, Diretora do Departamento de Office Agency e Corporate Solutions da Jones Lang LaSalle, considera: “Tendo em conta a performance de 2013 até agora, será difícil o mercado ficar no mesmo nível do ano passado, quando foram transaccionados cerca de 102 mil m². Para que tal acontecesse, teríamos de ter um último trimestre com mais do dobro da absorção actual. Sabemos que historicamente, os últimos trimestres do ano são os mais fortes em termos de operações, mas uma performance com este ritmo dificilmente será concretizável tendo em conta toda a conjuntura económica”.