Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

JLL lança Centro de Research para ligar os temas das cidades e do imobiliário

Novo sítio online permite aos utilizadores comparar e contrastar as perspetivas imobiliárias das 300 cidades mais importantes do mundo


As cidades são a nova geografia do comércio. A antiga ordem mundial mudou e enquanto há 10 anos estavam 100 cidades no radar dos investidores, atualmente estão 300, e mais de 600 são todos os dias alvo de interesse por parte das empresas. À medida que a rápida urbanização, a tecnologia e as mudanças geopolíticas influenciam o dinamismo das cidades, a JLL criou um sítio online dinâmico para fornecer uma visão, informação e interpretação sobre as perspetivas futuras para as cidades em todo o mundo.

O Centro de Research de Cidades (http://www.jll.com/cities-research) permite aos utilizadores fazer uma comparação e contrastar as 300 mais importantes cidades considerando um leque de fatores que incluem desde os volumes da atividade imobiliária global atual à velocidade das mudanças económicas. Os últimos relatórios dos nossos especialistas analisam o potencial das cidades em todo o mundo, chegando a conclusões como:

•    As quatro “Super Cidades” – Londres, Nova Iorque, Paris e Tóquio – contabilizam cerca de um quarto do total do investimento imobiliário direto registado nessas 300 cidades. Acolhem também o maior número de sedes corporativas.
•    Diversas cidades de “transição” como Xangai, Seul e Pequim estão a atrair cada vez mais investimento imobiliário e atividade corporativa. Xangai tem um forte potencial para dar o salto para o estatuto de “Super Cidade” nos próximos anos.
•    As cidades europeias estão ainda abaixo do seu registo em termos de investimento imobiliário estrangeiro – Só Londres contabiliza 15% da atividade global. Os EUA registaram um forte crescimento do investimento nas cidades secundárias. A atividade de investimento imobiliário na região da Ásia-Pacífico é dominada por apenas 7 cidades – Tóquio, Hong Kong, Singapura, Seul, Xangai, Pequim e Sidney - que concentram cerca de 70% da atividade na região.
•    São Francisco, Londres, Dubai, Xangai e Wuhan são as cidades mais dinâmicas do mundo de acordo com o City Momentum Index  da JLL (http://www.jll.com/research/city-momentum-index-january-2014.pdf).
•    Outro research sobre as cidades africanas subsaarianas sublinha que Acra, Adis Abeba e Lagos estão entre as cidades mundiais de crescimento mais rápido; Nairobi – a “Silicon Savannah” de África – está a emergir como um centro tecnológico regional; e Luanda é a cidade mais cara do mundo para quem pretende arrendar escritórios.

Rosemary Feenan, Head de Global Research na JLL, disse: “o Centro de Research de Cidades da JLL unifica a extensa experiência da nossa empresa em research de cidades num formato acessível e atrativo. A forma de visualizar a informação permite aos utilizadores comparar e contrastar diferentes cidades, artigos e blogs, para formar uma opinião e visão sobre esses espaços. A experiência internacional de consultoria urbana do nosso Presidente deste Centro de Research, Greg Clark, acrescenta ainda mais valor ao que estamos em crer que será um importante contributo à compreensão da ciência das cidades”.

JLL Global 300: Volumes de investimento imobiliário por Maturidade do Mercado (2011-2013)
Volumes de investimento imobiliário por Maturidade do Mercado (2011-2013)
Clique na imagem ou neste link: http://www.jll.com/cities-research/Documents/cities_research/Comparison/cities-microsite/bubble/Clustering.html>

Universo JLL Global 300: Investimento Imobiliário Estrangeiro (2011-2013)

Investimento Imobiliário Estrangeiro (2011-2013)
Clique na imagem ou neste link:www.jll.com/cities-research/Documents/cities_research/Comparison/cities-microsite/sunburst/global-real-estate-universe.html

– ends –