Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Office Flashpoint: Outubro 2014

Absorção de escritórios termina outubro com crescimento de 58%


​A JLL acaba de divulgar os resultados da atividade de ocupação do mercado de escritórios em Lisboa relativos ao mês de outubro, dando conta de um crescimento de 58% na área absorvida no acumulado do ano face aos primeiros dez meses de 2013.

No seu mais recente Office Flashpoint, a consultora dá nota de que, com uma absorção de 4.840 m², a performance do mercado em outubro elevou para 75.827 m² o volume total transacionado desde janeiro de 2014.

Em comparação com o mês homólogo, a atividade do mercado em outubro registou também uma subida de 44%. Contudo, verifica-se um decréscimo de 72% no volume de área absorvida quando se compara com setembro, mês no qual se registou o take up mais elevado.

Analisando a performance do mercado por zonas, o Parque das Nações (zona 5) destaca-se como a mais dinâmica, ao concentrar 55% da atividade em outubro, seguido da Nova Zona de Escritórios (Zona 3) que representou 23% da atividade. Já no acumulado do ano, a JLL nota que o Corredor Oeste está a ser a zona mais dinâmica, com uma quota de 31% da área negociada nestes dez meses, seguido do Parque das Nações e do Prime CBD (Zona 1), com 24% e 21% respetivamente.

No que toca aos setores de atividade mais dinâmicos, a JLL apurou que foram as empresas de “Produtos de Consumo” as mais dinâmicas (44%) no que toca à ocupação em outubro, seguidas das “TMT’s e Utilities (18%). Já o setor de “Serviços a Empresas” foi o mais dinâmico no acumulado do ano, sendo responsável pela tomada de 27% da área transacionada.

A JLL nota ainda que a totalidade das operações concretizadas em outubro corresponderam a mudanças de edifício, não tendo sido registada a entrada de novas empresas ocupantes neste mercado. Refira-se ainda que a mudança de escritório foi também o principal tipo de operação verificado no acumulado do ano, correspondendo a 65% do volume transacionado.