Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Promotor internacional confia à JLL comercialização de dois novos projetos habitacionais de luxo

Localizados na zona de influência da avenida da Liberdade, os imóveis serão alvo de reabilitação


Departamento Residencial da JLL foi selecionado para proceder à comercialização em regime de exclusividade dos edifícios Rodrigo da Fonseca 15 e do Rosa Araújo 55, dois novos projetos habitacionais de luxo promovidos pela MorganJupiter, um promotor internacional. Ambos localizados na proximidade da avenida da Liberdade, em Lisboa, estes dois imóveis centenários serão alvo de intervenções de reabilitação e distinguem-se pelo seu requinte, qualidade e elegância, presentes quer nas linhas exteriores quer nos apartamentos.

JLl_Imagem Rosa Araujo 55

Patrícia Barão, Diretora do Departamento Residencial da JLL, refere que “ambos os projetos são ideais para quem valoriza a centralidade e uma localização cosmopolita, associados a um produto residencial com charme histórico e com os mais elevados standards de qualidade, conforto e sofisticação. O projeto de reabilitação foi cuidadosamente pensado para ir ao encontro deste tipo de consumidor, quer de origem nacional quer internacional, desde a imagem exterior dos edifícios aos materiais e acabamentos dos apartamentos”.

O Rodrigo da Fonseca 15 localiza-se na rua com o mesmo nome, a qual se situa próximo da avenida da Liberdade e da rua Castilho, dois centros nevrálgicos da vida cultural, comercial e turística de Lisboa. Alvo de reabilitação, o projeto aposta numa linguagem estética exterior que reflete o estilo palaciano de século XIX, conjugada com detalhes funcionais pensados para a vivência nos interiores. No total, este empreendimento terá 21 apartamentos disponíveis nas tipologias T1 a T3, com áreas que variam entre os 42 e os 139 m², complementados por estacionamento coberto. Com uma aposta na simplicidade e no requinte, o Rodrigo da Fonseca 15 integra materiais e acabamentos de qualidade, estando equipado de acordo com os últimos standards. Os apartamentos no piso térreo terão ainda espaços ajardinados. O projeto ficara concluído no 1º trimestre de 2017.

O Rosa Araújo 55 nasce na rua Rosa Araújo, uma transversal à avenida da Liberdade, apenas a dois passos da Rua Castilho e a poucos minutos a pé do Príncipe Real, verdadeiros impulsionadores da vida urbana de Lisboa na atualidade. Este projeto será também resultado de uma intervenção de reabilitação e reconstrução, prevendo-se que os trabalhos estejam concluídos no 3º trimestre de 2016. Materiais e acabamentos de elevada qualidade com um toque de elegância pontuam estes apartamentos, que estarão disponíveis quer no formato simplex quer duplex, dispondo de pátios, varandas e jardins privados. A oferta totaliza 15 apartamentos, dos quais mais de 50% já se encontram vendidos, disponíveis nas tipologias Studio a T4, com áreas generosas que podem ir até aos 281 m². Os apartamentos de menor dimensão terão 34 m² e todas as unidades usufruirão de estacionamento nos pisos abaixo do solo.

William Mak, Executive Director da MorganJupiter, comenta: “Com mais de 20 anos de experiência no mercado da promoção imobiliária, foi uma ótima oportunidade termos adquirido estes dois excelentes imóveis (RA55 & RF15), localizados na mais exclusiva zona de Lisboa, apenas a dois minutos a pé da elegante Avenida da Liberdade. Ambos os projetos têm acabamentos da mais elevada qualidade, um objetivo conseguido com o apoio dos nossos assessores de construção, a empresa Mott MacDonald, líder mundial em consultoria de engenharia, promoção e gestão de projeto. Um investimento ideal de longo-prazo que se torna inigualável!”

“O apoio da reconhecida consultora JLL, com uma vasta experiência no mercado imobiliário local, certamente irá contribuir para que os nossos projetos se destaquem ainda mais. Estamos confiantes que irão surgir mais oportunidades de aquisição em localizações prime, que através de reabilitações de primeira linha possam alcançar elevado potencial de investimento”, conclui William Mak.

Com estes dois novos projetos, a JLL tem já em carteira um total de 10 empreendimentos habitacionais em Lisboa, dos quais 5 na área de influência da avenida da Liberdade, destino que, nos últimos anos, esteve praticamente inabitado e que, impulsionado sobretudo por projetos de reabilitação urbana, tem vindo a conquistar progressivamente novos habitantes, num tecido urbano revitalizado e que já está a dar uma nova face à cidade.