Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Campo Mártires da Pátria acolhe novo projeto de reabilitação Solar de Santana

Empreendimento disponibiliza apartamentos e moradias


​Mesmo em frente ao jardim do Campo Mártires da Pátria, está a nascer o Solar de Santana, um dos mais exclusivos projetos de reabilitação habitacional em Lisboa. A apenas dois passos do elevador do Lavra - o mais antigo ascensor da cidade -, da Avenida da Liberdade, da Baixa e do Chiado, o empreendimento vai disponibilizar apartamentos e moradias, perfeitamente integrados num jardim privado.

O Solar de Santana respira história e tradição portuguesa: edificado no século XVII e agora em total renovação, preservará o seu património histórico com a recuperação da beleza clássica da fachada principal, a magnífica calçada centenária e os azulejos dos séculos XVII e XVIII.

O processo de venda está a cargo da JLL, em regime de co-exclusividade, que está confiante quanto ao ritmo de comercialização, adiantando que o projeto será promovido junto de potenciais clientes nacionais e estrangeiros.

“O Solar de Santana será uma referência de qualidade na reabilitação urbana em Lisboa, propondo uma vivência de primeira classe aos seus habitantes. É um produto apetecível quer para primeira habitação quer para investimento, especialmente pelo potencial que esta zona tem de arrendamento de longo-prazo e de valorização dos imóveis, dado que os preços de venda são bastante competitivos”, comenta Patrícia Barão, Head of Residential da JLL.

Promovido pela Westport, subsidiária da Westmount Hospitality Group em Portugal, o Solar de Santana propõe, entre apartamentos e moradias, tipologias T1 a T5 duplex, com áreas que variam entre os 64 e os 352 m2. As varandas e terraços são uma forte aposta deste empreendimento que desfruta de grande luminosidade interior. Jardim privado, com acesso direto ao estacionamento, é outra marca de exclusividade do empreendimento. Além da proximidade a um conjunto expressivo de equipamentos públicos quer na área de ensino quer na de saúde, a zona de influência do Solar de Santana dispõe ainda de diversos serviços e comércio de conveniência. A zona – nomeadamente a Colina de Santana - será uma das próximas áreas de Lisboa a ser requalificada de forma mais intensiva e está já a emergir como destino de investimento na reabilitação de palácios históricos e edifícios residenciais de grande dimensão.

O Solar de Santana está já em construção e deverá ficar concluído no final do próximo ano.