Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Lisboa

Jones Lang LaSalle integra ranking da Exame pelo 2º ano consecutivo

Consultora distinguida como a 10ª Melhor Pequena e Microempresa para Trabalhar em Portugal


A Jones Lang LaSalle Portugal volta a integrar o ranking da revista EXAME «As Melhores Empresas para Trabalhar em Portugal», classificando-se como a 10ª Melhor entre as  Pequenas e Microempresas premiadas. Este é o segundo ano em que a consultora integra o ranking da EXAME, que na sua mais recente edição reconhece um total de 85 empresas das mais diversas áreas de actividade no âmbito da satisfação dos seus colaboradores.

Manuel Puig, Director Geral da Jones Lang LaSalle Portugal, afirma: “Num ano de extremas dificuldades para o sector imobiliário, as empresas de consultoria desta indústria foram especialmente afectadas no seu volume de negócios e, globalmente, muitas foram forçadas a reduzir custos com implicações na gestão dos seus recursos humanos. Na Jones Lang LaSalle Portugal sentimos também essa mesma pressão da baixa do mercado, mas conseguimos, com uma dedicação extraordinária da equipa contornar as dificuldades e manter todos os nossos colaboradores”.

E continua: “A motivação dos nossos colaboradores é uma preocupação quotidiana e apenas nessa perspectiva conseguimos, hoje, ter uma equipa satisfeita e orgulhosa de pertencer à Jones Lang LaSalle, mesmo em tempos de maior adversidade, em que são exigidos esforços e sacrifícios adicionais a todos. Sermos novamente reconhecidos no ranking da Exame, quando implementámos em 2009 medidas menos animadoras – nomeadamente o Project Friday que consiste numa redução salarial temporária compensada com as tardes de sexta-feira livres e a reposição do valor perdido a quem atinge os objectivos — é de facto uma honra para nós e prova de que temos de dar o melhor às pessoas que constituem a nossa organização”.

Denominado «As Melhores Empresas Para Trabalhar em Portugal», o estudo da revista Exame é desenvolvido em parceria com a Heidrick & Struggles e vai na sua quarta edição, analisando as políticas de recursos humanos das empresas a operar em Portugal, premiando-se as entidades que mais investem e apostam nesta área. Na edição de 2010, o estudo distingue, pela primeira vez, entre Grandes, Médias e Pequenas e Microempresas, tendo em conta o número de colaboradores e o volume de facturação. A mais recente edição do estudo classificou 85 empresas finalistas de todas as áreas de actividade – 35 Grandes, 28 Médias e 22 Pequenas e Micro –, tendo como requisito mínimo um grau de satisfação dos colaboradores de 60%.

A Jones Lang LaSalle Portugal classificou-se na 10ª posição no ranking das Pequenas e Microempresas, com um nível médio de satisfação dos seus colaboradores na ordem dos 77,5%. A consultora integra actualmente 42 colaboradores em Portugal, dos quais cerca de 80% detém uma licenciatura e 67,5% são mulheres.

A empresa aplica o Individual Performance Management Program (IPMP), uma ferramenta que permite traçar objectivos individuais e medir a performance de cada colaborador, permitindo que cada um possa progredir no rumo certo; o International Performance Exchange, um programa de intercâmbio pessoal noutros países; e um programa de actividades inter-relacionais e de team building, incluindo celebrações, jantares, cocktails, encontros, entre outros. Das regalias concedidas pela empresa, destaca-se o Seguro de Vida, Seguro de Saúde, dispensa dos colaboradores no dia do seu aniversário e oferta diária de fruta fresca no escritório. Entre os argumentos mais valorizados pelos colaboradores, destaque para a política integrada de gestão de carreiras, a aposta na formação, a facilidade de comunicação, a interactividade, o espírito de equipa e a clareza de objectivos.

Sobre a Jones Lang LaSalle, a Exame refere: “O Investimento em formação e a possibilidade de uma carreira internacional são atractivos da empresa imobiliária”.
 
- ends -