Estudos de mercado

Office Flashpoint – Setembro 2020

A JLL analisa mensalmente o desempenho do mercado de escritórios de Lisboa e do Porto. Saiba quais as principais tendências no setor.

Setembro 15, 2020
Lisboa

O mês de Setembro contou com um take-up de 4.642 m2, um volume em linha com os meses de Maio e Junho, marcado por várias transações de pequenas áreas. Com 9 operações que registaram uma renda media de 516m2, o volume de absorção da rentrée não conseguiu contribuir para a evolução do take-up, como estávamos habituados no passado, sendo que representou um decréscimo mensal de 65 e anual de 52%.

O mês de setembro também fecha o terceiro trimestre do ano, que ficou 55% atrás do 2º trimestre e 49% abaixo do trimestre homólogo de 2019.

Em termos acumulados, o ano de 2020 encontra-se 30% abaixo de 2019.

A zona mais ativa do mês, com 48% da atividade ocupacional, foi o Parque das Nações – Zona 5, que acolheu 3 operações em três edifícios da Avenida D. João II. Segue-se a zona 2 – CBD com 21% do volume da absorção, que acolheu a Green Coppa, colocada pela JLL. A nível trimestral, a zona 5 continua em destaque também com 48% da atividade.

Relativamente aos sectores de atividade, o mês foi marcado pelos sectores de TMT's & Utilities e Produtos de Consumo, assim como se registou no acumulado do trimestre.

O mês de Setembro contou com a vinda de três novas empresas para Lisboa e uma expansão de área, o que revela uma taxa de take-up liquido de 22%. No entanto as operações de mudanças de instalações permanecem as mais frequentes.

Porto

No Porto, o mês de Setembro contou com um take-up de 8.070, um valor muito acima do mês anterior e somente 4% abaixo do mês homologo. Com 7 transações, a área média do mês aumentou para 1.153m2.

O 3º trimestre do Porto fecha assim com um take-up de 10.269m2, um trimestre 15% acima do 2º trimestre deste ano e 6% acima do trimestre homologo de 2019. No acumulado do ano, a cidade da Invicta encontra-se 28% acima do ano anterior em termos de volume de absorção.

A maior operação do mês foi registada na Zona 2 –  CBD Baixa, que acolheu a expansão da Natixis, registando 63% da atividade. Seguiu-se a Zona 8 – Vila Nova de Gaia com 16% da atividade.

A nível trimestral, a zona 2 – CBD Baixa mantem-se como a mais ativa.

Relativamente aos sectores de atividade, o mês foi marcado por Serviços Financeiros, seguido pelo sector de Farmacêuticas e Saúde.

As operações de mudança de Instalações estiveram em minoria este mês, registando uma taxa de take-up líquido de 64%.

Preencha este formulário para transferir o relatório e para ter acesso à análise interativa do Flashpoint

 

Ocorreu um erro ao enviar o formulário. Tente novamente.

 

Aviso de privacidade

A Jones Lang LaSalle (JLL), juntamente com as suas filiais e associadas, é líder mundial na prestação de serviços imobiliários e de gestão de investimentos. Responsabilizamo-nos por proteger as informações pessoais que nos são fornecidas seriamente.

As informações pessoais que recolhemos a seu respeito visam por norma dar resposta às suas questões.

Conjugamos esforços no sentido de proteger os seus dados pessoais com o nível de segurança adequado. Apenas mantemos as suas informações pessoais durante o tempo necessário por motivos comerciais ou legais legítimos. Quando já não forem necessárias, eliminamos as mesmas de forma segura. Para obter mais informações acerca de que forma a JLL trata os seus dados pessoais, consulte a nossa declaração de privacidade