Artigo

RE Talks by JLL com Patrícia Barão

O Potencial e a Resiliência do sector imobiliário residencial em Portugal

Junho 18, 2021

Durante a atual crise de saúde, Portugal tem mostrado níveis extremamente elevados de resiliência e o imobiliário teve um desempenho melhor do que outras classes de ativos, tratando-se de um sector especialmente interessante para investidores portugueses e estrangeiros.

O COVID19 obviamente impactou o sector residencial, mas o mercado adaptou-se rapidamente com a adoção de processos jurídicos online que permitem aos clientes realizar todas as etapas necessárias por meio de reuniões online, incluindo assinatura de contratos e escrituras.

A resiliência do Residencial deve-se essencialmente à sua flexibilidade. A casa é usada como morada habitacional, mas também como escritório, como destino de férias, ou como residência partilhada por estudantes. A sua capacidade de se adaptar a diferentes necessidades ao longo do tempo não tem paralelo noutras áreas do imobiliário.

Além disso, a necessidade de habitação mantém-se forte e Portugal é um dos países da Europa com menor capacidade de stock em número de habitantes. O crescente interesse do mercado nacional e estrangeiro tem revelado um mercado de arrendamento ainda pouco desenvolvido e com enorme potencial de crescimento, apresentando-se, cada vez mais, como uma alternativa bastante firme e que melhor responde a uma tendência global de “equilíbrio” de portefólios de investimento com produto de rendimento habitacional.

Subscrever

Quer manter-se atualizado? Não perca as nossas novidades

Receba as últimas notícias, análises e oportunidades imobiliárias de todo o mundo, diretamente no seu email.

O comportamento histórico das yields em Portugal ao longo dos últimos 10 anos, mesmo durante a crise económica no início da década, comprova um mercado residencial muito estável e resiliente quando comparado com outros setores de investimento. As baixas taxas de juros vieram para ficar e o desempenho do país durante a pandemia, aliado às suas características intrínsecas, que permanecem intactas, tornam nosso país um porto seguro para investimentos.

Por outro lado, Portugal é um dos países mais seguros do mundo, muito forte na tecnologia e na inovação. Com um excelente sistema de saúde e educação, é um dos países da UE que oferece a melhor qualidade de vida. É também considerado o melhor país para os expatriados se mudarem, devido à sua economia em crescimento, rica cultura, história e qualidade de vida incrível. Esses são apenas alguns dos fatores que estão a impulsionar o mercado residencial e essa tendência deve continuar no futuro.

"A resiliência do Residencial deve-se essencialmente à sua flexibilidade."

Patrícia Barão, Head of Residential

Contact Patrícia Barão

Head of Residential JLL Portugal, JLL Portugal

Contacte-nos

Diga-nos em que está interessado ou o que é que procura, para podermos ajudá-lo.

Qual é o foco do seu investimento?

Aceda a oportunidades e fontes de financiamento em todo o mundo e descubra como podemos ajudá-lo a alcançar as suas ambições.